INFORMAÇÕES

quarta-feira, 17 de junho de 2009

CPI que apura violência sexual chega a Redenção

Os integrantes da CPI da Assembléia Legislativa do Pará (Alepa)que estão apurando abusos e violência sexual, e da Comissão de Justiça e Paz da CNBB Norte 2, tendo a frente Irmã Henriqueta Cavalcante, desembarcam em Redenção, sul do Pará, nesta quinta-feira, 18, para começar na sexta-feira (19), uma audiência pública, nas dependências da Câmara Municipal.
Os deputados vão ouvir autoridades, lideranças políticas, representantes da Sociedade Civil e Conselheiros Tutelares dos municípios que compõem aquela região do Estado. Depois devem traçar um quadro da situação da violação dos direitos sexuais de jovens e adolescentes, e saber das providências oficiais que estão sendo tomadas na repressão desses crimes.
“A nossa expectativa é de realizar uma audiência com a presença maciça das autoridades locais para ouvir relatos sobre as estatísticas, os procedimentos policiais e judiciais de combate, repressão, punição e atendimento de vítimas”, explicou o deputado Arnaldo Jordy, relator da CPI na Alepa.
À tarde serão ouvidos os acusados de envolvimento em crimes de violência e abuso sexual contra crianças e jovens. Também serão ouvidas testemunhas desses casos. Investigações e buscas de acusados, caso haja resistências, serão requeridas à polícia local pelos deputados.
Na comitiva da CPI, irmã Henriqueta Cavalcante, da Comissão Justiça e Paz da CNBB Norte 2, considera que a presença da CPI em Redenção significa “um momento para que a sociedade local se manifeste de forma livre sem pressões a respeito de violações e abusos sexuais contra crianças e adolescentes ocorridas no município”.