INFORMAÇÕES

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Redenção: Deca investiga morte de sindicalista

As investigações sobre o assassinato do agricultor Luiz Lopes Barros, 54 anos, presidente da Liga dos Camponeses Pobres no Pará (LCP), organização que tem estado à frente, juntamente com outras entidades, na defesa dos trabalhadores que ocupam o complexo de fazendas Forkilha, no sul do Pará, estão sendo conduzidas pela Delegacia de Conflitos Agrários (Deca), que é sediada em Redenção.
O sindicalista foi executado na última sexta-feira (12), em uma emboscada realizada em uma estrada vicinal do município de Conceição do Araguaia, a 100 km de Redenção. Segundo informações, o trabalhador recebeu dois tiros na cabeça, após ser chamado a uma reunião. Seu corpo foi encontrado na última segunda-feira (15), por um de seus filhos, numa área de matagal do assentamento “Batente”.
Após ser encontrado, o corpo da vítima foi encaminhado para Marabá, onde passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML).
O delegado Luiz Paulo Galrão Filho, titular da Deca e que preside o inquérito sobre a morte do agricultor, disse, que já foram feitas várias diligências na área onde o corpo foi encontrado. Segundo ele, que não quis adiantar o que teria motivado a morte de Luiz Lopes, além da hipótese de crime agrário, a polícia também não descarta nenhuma outra linha de investigação. “Os trabalhos ainda estão em fase inicial, mas até a semana que vem nós teremos novidades”, disse Galrão.