INFORMAÇÕES

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Fazendas são alvo de vandalismo; PA-150 é fechada




Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra cumpriram uma ameaça e destruíram na madrugada de quarta-feira (4) as casas de funcionários da fazenda Maria Bonita, em Eldorado dos Carajás. Eles também teriam queimado tratores e currais. Durante a invasão funcionários foram agredidos e obrigados a deixar as suas residências no meio da noite.
Na época da invasão, em julho do ano passado, os sem terra usaram como argumento os escândalos envolvendo o banqueiro Daniel Dantas, que é dono do Grupo Opportunity, que controla a Agro Santa Bárbara. O MST acusou também que a propriedade seria improdutiva, o que foi desmentido pela Agro Santa Bárbara, qe divulgou números informando que a produtividade dos 7.200 hectares da fazenda é quatro vezes superior a média nacional.
Os acontecimentos ocorreram na fazenda Maria Bonita, em Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará. A propriedade, da empresa Agro Santa Bárbara está invadida desde o dia 25 de julho de 2008, mesmo com mandado de reintegração de posse já expedido pela Justiça em agosto do ano passado.
A cada dia que a decisão não é cumprida, o Governo do Estado será obrigado apagar uma multa de R$ 1 mil, segundo a decisão da juíza Maria Aldecy de Souza Pissolati, da Comarca de Marabá (PA), reintegração concedida no dia 6 de agosto de 2008.
Agora pela manhã, os mesmos manifestantes fecharam a rodovia PA-150 a principal via da região, impedindo o trânsito na estrada próximo da fazenda. Cerca de 200 integrantes do MST participam da ação.
XINGUARA
Em outra frete, o MST invadiu também a sede de uma das maiores fazendas de Xinguara que também seria da Agro Santa Bárbara. Há relatos de violência. Equipes das Polícias Militar e da Civil já estão no local.