DOE SANGUE - PROCURE O HEMOPA DE SUA CIDADE.

Seja um colaborador do blog, envia notícias para o e-mail otavioaraujo19@hotmail.com Fone (94) 91936270 e WhatsApp 91936270.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Homens da Força Nacional de Segurança partem para missão no Xingu


O governo federal lançou em fevereiro a Operação “Arco de Fogo” para patrulhar a Amazônia e deter o desmatamento na região. Os trabalhos têm a participação da Polícia Federal, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e da Polícia Rodoviária Federal.

Cerca de 10 viaturas e 31 policiais da Força Nacional de Segurança estiveram em Conceição do Araguaia no último dia 20, rumo a São Félix do Xingu.

Os policiais que vieram de Brasília – DF, vão prestar apoio aos Policiais Federais e aos Agentes do Ibama na Operação “Arco de Fogo”. A Operação Arco de Fogo, de combate à extração e venda clandestina de madeira na Amazônia Legal, já aplicou mais de R$ 31 milhões em multas e apreendeu mais 25 mil m³ de madeira em tora e serrada no Pará, Mato Grosso e Rondônia, onde está sendo realizada a ação integrada das forças federais desde o início de fevereiro.

Segundo o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), a maioria das multas foi aplicada em madeireiras por depósito ou venda de matéria-prima sem licença. Além das multas, a Polícia Federal prendeu 11 pessoas, instaurou 40 termos circunstanciados de ocorrência e abriu 15 inquéritos.

Diferente de ações anteriores, quando o autuado ficava como fiel depositário da madeira ilegal, instituições estaduais estão retirando o produto florestal apreendido dos pátios das serrarias. No Pará, o governo do Estado transportou para um depósito localizado na região metropolitana de Belém mais de 23 mil m³ de madeira. Em Rondônia, as prefeituras de Ariquemes e Machadinho D'Oeste recolhem a madeira que será doada a instituições sociais.

As ações da “Arco de Fogo” já passaram pelos municípios de Tailândia (PA), Machadinho D'Oeste (RO), Sinop e Alta Floresta (MT), seguindo agora, para São Félix do Xingu, onde segundo o Ten. PM Sandro Costa, não tem previsão para o fim da operação.

Ainda segundo o tenente, alguns policiais que estão participando dessa operação, passam por estágio dentro da Força Nacional de Segurança.

Na Operação “Arco de Fogo” mais de mil fornos foram destruídos. A medida pretende combater o aumento do desmatamento da Amazônia, divulgado recentemente pelo Ministério do Meio Ambiente.(Colaboração: Viviane Fialho)