INFORMAÇÕES

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Quatro pessoas foram presas na PA-150

Passageiros de um ônibus que fazia a linha Marabá/Belém viveram horas de terror nas mãos de uma quadrilha de assaltantes no quilômetro 212 da PA-150, entre os municípios de Goianésia do Pará e Tailândia, na madrugada do domingo passado.Eram 2h, quando um ônibus intermunicipal da empresa Transbrasiliana - que trafegava com 40 passageiros saindo de Marabá com destino a Belém, passava por uma lombada e um declive próximo à vila Nazaré -, foi interceptado por quatro homens armados que desviaram o veículo para a vicinal “Santa Efigênia”.Os passageiros foram obrigados a descer do transporte coletivo em plena madrugada e, sob mira de armas, tiveram seus pertences saqueados.
Devido a este tipo de ocorrência, uma viatura da Polícia Rodoviária Estadual, sob o comando do sargento Lima e cabos S.Almeida, Aldil e Maciel, que fazia ronda na PA-150 foi informada do assalto, iniciando investigações que, com sucesso, culminaram na prisão da quadrilha e recuperação dos pertences dos passageiros.Pelo rádio, os policiais rodoviários estaduais pediram apoio ao Destacamento da Polícia Militar em Goianésia do Pará, e o sargento Epifânio com outra equipe se dirigiram ao local, conseguindo localizar o esconderijo da quadrilha, na vicinal Santa Efigênia.
Feito o cerco, os militares foram recebidos com disparos de arma de fogo. Na refrega, dois assaltantes foram atingidos na perna e encaminhados ao Hospital Municipal de Goianésia do Pará. Dois outros foram presos e um conseguiu se embrenhar no mato e fugiu.Eles foram identificados como Valdemir Aroucha Pinto, de 21 anos, vulgo “Guma”; e seu irmão, Valdenilson Aroucha Pinto, de 18 anos, conhecido como “Nilson”; José Carlos da Conceição Leal, vulgo “Nenzão”, de 20 anos; e uma mulher que dava cobertura para a quadrilha, todos naturais do Estado Maranhão.
OUTRO ASSALTOParalela a esta situação, outra quadrilha de assaltantes de ônibus intermunicipal foi presa na vila Sororó entre os municípios de Marabá e Eldorado dos Carajás. O trabalho do Tático Rodoviário vinha investigando a ação da quadrilha e, no momento em que se preparava para agir, acabou sendo presa e encaminhada à Delegacia de Polícia de Marabá. (Fonte: Diário do Pará)