INFORMAÇÕES

sábado, 21 de novembro de 2009

Redenção: Fazendeiro morre a tiros em emboscada

O fazendeiro e zootecnista, Adauto Chezine Júnior, 34 anos, foi assassinado a tiros, por volta das 9h00 de quinta-feira (19), na entrada de sua fazenda que fica a 10 km de Redenção, próximo à rodovia federal BR-158, que liga o Pará ao Mato Grosso. Segundo a polícia, o crime foi praticado por um homem que teria armado uma emboscada, quando a vítima desceu do carro para abrir a porteira da propriedade, que fica a poucos metros do asfalto, na localidade conhecida como Maginco. Chezine era sócio, em Redenção, da Agrozoo, empresa que atua no melhoramento genético de rebanho bovino.
De acordo com o delegado regional Luiz Antônio Ferreira, que coordena as investigações sobre o homicídio, nada foi levado do fazendeiro que estava em seu veículo, uma L 200 azul. Segundo ele, a vítima foi atingida com sete tiros na cabeça e morreu no local. Ainda segundo o delegado, os funcionários da fazenda ouviram o barulho dos tiros e correram em direção à porteira da fazenda para ver o que tinha acontecido. Chegando lá, encontraram a vítima caída e sem vida. Os funcionários também teriam visto um homem correndo para o interior da mata, mas não conseguiram identificá-lo.
O delegado informou ainda que a polícia não tem conhecimento de que a vítima possuía inimigos. Por conta disso, não será descartada nenhuma linha de investigação na tentativa de elucidar o crime. O fazendeiro Adauto Chezine Júnior, era natural de Uberada (MG) e estava há seis anos em Redenção. Ele era casado e tinha um filho de dois anos. A esposa dele estava grávida de três meses. Segundo parentes do zootecnista que foram até a delegacia, a mãe do mesmo chegou a Redenção no início desta semana para rever o filho. O corpo dele foi levado para Uberaba, onde será sepultado. (Colaboração: Paulo Carrion)