INFORMAÇÕES

terça-feira, 9 de março de 2010

Redenção: Caixa deixa funcionários públicos constrangidos


O final de semana foi de muita tensão para centenas de servidores públicos municipais que recebem seus vencimentos, na agência Caixa Econômica Federal de Redenção. O pagamento dos servidores da Secretaria Municipal de Educação, que foi depositado em conta corrente na última sexta-feira (05) desapareceu das contas dos funcionários sem que houvesse uma justificativa por parte da gerência da Caixa Econômica Federal.
Diversos funcionários viveram momento de constrangimento ao irem fazer compras e no momento de debitar o valor no cartão magnético obtinha a resposta como saldo insuficiente na conta corrente. A professora Reni Ribeiro, conta que na tarde de sexta-feira, ela verificou na agência bancária, através de extrato bancário, que seu salário havia sido depositado pela prefeitura municipal. A professora conta que no sábado pela manhã se dirigiu ao supermercado com o propósito de fazer suas compras mensais, para surpresa da professora ao entregar o cartão para o gerente do supermercado, a professora foi informada que não havia saldo na sua conta corrente.
Na agência da Caixa Econômica a reclamação era geral por parte de funcionários públicos que não sabiam qual o motivo do dinheiro ter desaparecido da conta corrente. A professora Maria das Graças, disse que tomou um susto quando puxou um extrato bancário e viu que sua conta estava devedora, pois o saque que ela havia feito na sexta-feira, apareceu como devedor na manhã de sábado. Situação semelhante viveu a professora Luciene Aparecida da Silva, na manhã de sábado ela se dirigiu a um supermercado da cidade, e após fazer suas compras e na hora de pagar o cartão magnético no caixa acusou que sua conta estava devedora. “Vivi uma situação de puro constrangimento. Ao chegar ao caixa do supermercado não tinha dinheiro pagar a conta, sendo que possuía dinheiro na Caixa Econômica” desabafou a professora demonstração indignação com a situação.
O funcionário da Caixa, Paulinho Silva, disse que o problema foi causado por um erro no sistema de operação da Caixa Econômica de Redenção. Segundo ele o dinheiro dos funcionários da prefeitura municipal de Redenção, foi creditado na conta dos funcionários da educação na tarde de sexta-feira, e foi estornado de forma automática pelo sistema do banco. Segundo ainda o funcionário a situação foi normalizada no final da tarde de domingo com a devolução do dinheiro na conta dos servidores municipais. No inicio da noite de segunda-feira (8), a coordenação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Pará-Sintepp, reuniu para analisar quais as medidas que deveriam ser adotadas contra a Caixa Econômica, pelo fato ocorrido no final de semana.
Muitos profissionais da educação, que tiveram problema com a agência bancária, são favoráveis que o sindicato mova uma ação indenizatória coletiva contra a Caixa Econômica Federal, pelo fato de muitos educadores e outros funcionários da educação terem passado por constrangimento. (Colaboração: Dinho Santos)