INFORMAÇÕES

domingo, 14 de março de 2010

Redenção: campanha de vacinação contra a gripe Suína


Seguindo a determinação do Ministério da Saúde, foi iniciada na quinta-feira (11), em toda a rede municipal de saúde de Redenção, a vacinação dos profissionais da área contra a gripe H1N1, também conhecida como Gripe A ou “gripe suína”. A vacinação apenas dos profissionais de saúde é para proteger exatamente as pessoas que ficam em contato direto com as pessoas que possam estar infectadas pelo vírus.
Segundo a coordenadora do Departamento de Epidemiologia, Fernanda Nunes, a primeira fase da vacinação segue até o dia 19 deste mês e pretende imunizar todos os profissionais de saúde.
O Hospital Regional Público do Araguaia, com 389 funcionários, e o Hospital Municipal Iraci Barros, com 120 servidores, são as unidades de saúde que mais receberam doses da vacina. Ao todo, foram solicitadas para Redenção 1.365 doses.
Cronograma
Na sequência, entre os dias 22 de março e dois de abril, a vacinação estará aberta para gestantes, doentes crônicos e crianças de seis meses a menores de dois anos, que tomarão a primeira dose. Mulheres que engravidarem após o dia dois de abril poderão ser vacinadas nas demais etapas da campanha, e idosos com doenças crônicas serão vacinados em data diferente, durante a campanha anual de vacinação contra a gripe sazonal.
Entre os dias 5 e 23 de abril acontece a vacinação de toda a população com idades entre 20 e 29 anos. De 24 de abril a 7 de maio será realizada a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, em que pessoas com mais de 60 anos serão vacinadas contra a gripe comum. Também neste período serão vacinados contra a gripe H1N1 os idosos portadores de doenças crônicas.
No dia 6 de abril começa a segunda etapa da vacinação de crianças de seis meses a dois anos de idade, que podem receber a segunda dose até o dia sete de maio. E finalmente, entre os dias 10 e 21 de maio, toda a população entre 30 e 39 anos deve receber a dose única da vacina.
Vale ressaltar ainda, que quem estiver fora da seleta lista do Ministério da Saúde pode se vacinar em algum hospital ou clínica particular. Cada dose da vacina deve custar em torno de R$ 70.