INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Redenção: Jovem diz que está sem a carteira e é morto


A violência em Redenção, que ultimamente tem aparecido entre as cidades mais violentas do Pará, não dá trégua e volta a aterrorizar a população com mais um homicídio cometido com requintes de crueldade. Desta vez, a vítima é Rafael Ferreira de Amorim, de 21 anos, morto com um tiro no peito na noite de terça-feira (6), durante um assalto. Rafael foi executado quando voltava da igreja junto com a sua namorada.
Segundo ela, que pediu para não ser identificada, era por volta das 21h, quando dois homens em uma moto Fan preta, sem placa, abordou o casal em frente à Câmara Municipal de Redenção, na Rua Guarantã, setor Centro.
Anunciado o assalto, a namorada da vítima, de 19 anos, entregou ao bandido que estava na garupa da moto, a bolsa e um aparelho celular. Em seguida, o mesmo criminoso pediu a carteira de Rafael, mas ao dizer que não estava com o objeto foi executado com um tiro de revólver em cima do coração, em frente à namorada.
“Antes de cair, ele ainda chegou a levantar a camisa para mostrar o ferimento”, disse a mulher.
Quando o Corpo de Bombeiros chegou, o rapaz já havia falecido.
A vítima, que trabalhava e uma loja que vende artigos para presentes e frequentava a Igreja Universal do Reino de Deus, morava na rua Frei Gil de Vila Nova, no setor Bela Vista, em Redenção. O corpo foi enterrado na tarde de quarta-feira (7) no cemitério local.
Violência – Caso a polícia não encontre os assassinos de Rafael Ferreira Amorim, a sua morte pode entrar para as estatísticas de crimes não solucionados em Redenção. Só na semana passada, mais de três pessoas foram assassinadas na região, inclusive o presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf), Pedro Alcântara de Souza. (Colaboração: Paulo Carrion)