INFORMAÇÕES

terça-feira, 27 de julho de 2010

Caso Toni Rossi: Delegado corregedor chega a Redenção


Já está em Redenção uma equipe da Corregedoria da Polícia Civil do Pará, comandada pelo delegado corregedor Antônio Benone para acompanhar a situação do policial civil Emerson da Silva Valente, preso no último sábado (24), acusado de ter matado o radialista Tony Rossi, 37 anos, locutor da rádio comunitária Interativa FM.

O crime ocorreu por volta de 5h da manhã, em frente ao Parque de Exposição Agropecuária de Redenção, no setor Jardim Cumaru, quando o radialista se dirigia para o estúdio da rádio onde fazia um programa diário. Ele levou cinco tiros, sendo quatro no tórax e um na nuca que lhe atravessou o rosto. No momento de sua prisão, o acusado estava cumprindo plantão na delegacia de Conceição do Araguaia, onde ele era lotado. O investigador foi preso em flagrante pelo delegado Nicolau Neto, que o conduziu até Redenção.

De acordo com o delegado Benone, a Corregedoria está colhendo mais informações sobre o caso para dar início ao Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD), que será instaurado, em Belém, a fim de apurar o envolvimento do investigador no homicídio. “Se ao final do procedimento for comprovada a participação do policial no homicídio, ele poderá até ser expulso da Polícia Civil”, afirmou o delegado.

Ainda segundo o delegado Benone, o inquérito que está sendo presidido pela delegada Loyana Selma Nogueira e supervisionado pelo superintendente Nicolau Neto, tem prazo de 10 dias para ser concluído, porém o mesmo poderá por mais 10 dias caso seja necessário. Ele frisou que existem outras denúncias contra o policial acusado, que poderão comprometê-lo ainda mais. (Colaboração: Paulo Carrion)