INFORMAÇÕES

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Eleição 2010: Eleitores de baixa escolaridade costumam ser decisivos

Do total de 4.768.457 de eleitores paraenses aptos a votar nas eleições de outubro, 57,7% têm baixa escolaridade - eles não completaram o primeiro grau ou sabem apenas ler e escrever. O quadro é ainda mais alarmante quando somados os 8,11% de eleitores analfabetos do Estado. No geral, são 3.142.187 eleitores nessas condições. Os dados foram divulgados ontem pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que mostrou a evolução do eleitorado brasileiro desde julho de 2006. Em todo o Brasil, o eleitorado aumentou 7,8%, saindo de pouco mais de 125 milhões para 135.804.443. Já no Pará esse crescimento foi de 14%, cerca de 610 mil pessoas a mais.

Entre o eleitorado analfabeto, houve um aumento de 19 mil pessoas no território paraense. Os homens representam 52,7% desse grupo, com 203.942 eleitores. Enquanto isso, as mulheres são 182.511. Em relação aos eleitores que só sabem ler e escrever ou que não completaram o ensino fundamental, essa expansão foi de 200 mil. Novamente, os eleitores masculinos são maioria. São 53,1% dos 2.755.353. Essa proporção de pessoas com baixa escolaridade só é superada pelo Piauí, cuja percentagem é de 58,6%, e da Paraíba, com 57,8%. Considerando-se a soma com os eleitores iletrados, o Pará tem o quinto eleitorado mais mal instruído do Brasil.