INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Incêndio destrói fazendas no sul do Pará


“Fogo, que começou no sábado, consome matas e pastagens de 3 fazendas e ameaça se alastrar”

Invadida em janeiro de 2007 por sem-terras ligados à Fetraf (Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar), e desde aquela época parcialmente em poder de invasores, a Fazenda Vitória Régia, localizada no município de Santana do Araguaia, foi atingida hoje sexta-feira por um grande incêndio, que começou no último sábado e permanece fora de controle. Uma espessa nuvem de fumaça cobre toda a área, prejudicando a visibilidade e causando problemas respiratórios aos seus moradores.

O fogo começou nas clareiras desmatadas pelos invasores, onde se amontoavam as folhagens e os resíduos florestais, e logo se alastrou, alcançando pastagens de propriedades vizinhas, como a Fazenda Ouro Verde e Quixadá. Na Ouro Verde, conforme revelou o dono da Vitória Régia, Vitório Guimarães, as chamas destruíram completamente o retiro.

Num sobrevoo feito no domingo, apenas um dia depois de desencadeado o incêndio, o fazendeiro calculou que o fogo já havia se estendido por uma área de mais de quatro mil hectares, entre floresta nativa e pastagens. Na região o clima está muito seco e não chove desde maio, conforme frisou o empresário, que já havia alertado os órgãos ambientais sobre o risco de incêndio.

Vitório Guimarães disse que há quase quatro anos vem lutando, na área administrativa e na esfera judicial, para tentar retirar os invasores de sua propriedade – a primeira a abrigar, no Estado do Pará, um projeto de reflorestamento.

O máximo que conseguiu, até hoje, foram liminares de reintegração expedidas pela Justiça, nunca cumpridas pelo Estado, e mais recentemente a aplicação de multa à governadora Ana Júlia Carepa, exatamente por descumprimento de decisões judiciais.