INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Vavá terá novo júri agora em Belém por crime em Marabá

A Justiça determinou, nesta segunda-feira, que o novo julgamento do empresário e ex-deputado Oswaldo Mutran ocorra em Belém e não mais em Marabá. Ele foi acusado de matar um menino de 8 anos e foi absolvido no primeiro júri popular a que foi submetido.

O desaforamento do julgamento para a capital paraense foi decidido pelas Câmaras Criminais Reunidas do TJE (Tribunal de Justiça do Estado). A relatora, desembargadora Raimunda Noronha, atendeu ao pedido encaminhado pelo promotor Daniel Barros, sendo acompanhada à unanimidade pelos demais magistrados que compõem o colegiado.

Segundo o MPE (Ministério Público do Estado), a realização do julgamento em Marabá poderia comprometer o resultado devido à influência econômica e política exercida pela família Mutran no município.

Vavá Mutran, como é conhecido, foi acusado de matar David Ferreira de Abreu. O menino estava jogando bola no terreno atrás da residência do empresário e foi morto com um tiro na cabeça, no dia 4 de dezembro de 2002.

O empresário, de 79 anos, foi preso algumas horas depois do crime. A denúncia apresentada pelo MPE sustentou que o assassinato foi testemunhado por pessoas que contaram ter visto o acusado, inclusive, chutar a vítima quando ela já estava caída no chão.
O crime revoltou a população local, que depredou a residência do acusado. Ele negou o crime e foi absolvido no primeiro júri popular realizado na Comarca de Marabá, em agosto de 2005. Porém, o MPE recorreu e conseguiu anular a sentença, forçando a Justiça a realizar novo julgamento, agora em Belém.