INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

sábado, 11 de setembro de 2010

Santana: Famílias de sem terra estão abandonadas




Cerca de duzentas famílias estão abandonadas à margem da BR-158, distante cerca de 30 quilômetros da cidade de Santana do Araguaia, no sul do Pará. Elas foram retiradas da fazenda Ouro Verde, do empresário Vitório Guimarães, residente em Redenção, por mandato de reintegração de posse.

Sem saber para onde irem os sem terras aguardam uma visita ou solução por parte da direção do Instituto de Nacional de Reforma Agrária (Incra) que até o momento não enviou nenhum representante do órgão para apresentar uma saída para os trabalhadores rurais que na sua maioria são integrantes da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf).

Segundo o coordenador do movimento, Pedro Araujo Rodrigues, coordenador da Fetraf na região que abrange os municípios de Redenção, Santa Maria das Barreiras e Santana do Araguaia, há tempos que a direção do Incra de Marabá sabia da situação dos sem terras que estavam na Fazenda Ouro Verde, e que corriam o risco de serem removidos da terra, e não providenciou uma área para alojar as mais de 210 famílias.

Segundo Maria Ilza, os sem terras foram incentivados a acampar na área da Fazenda Ouro Verde, pela direção da Fetraf e alguns ex-coordenadores do Incra, que pelo que tudo indica queriam se promover politicamente, pois teve coordenador do Incra que afirmou para os invasores que a área seria desapropriada, e nada foi feito.

O coordenador Pedro Araujo disse que os sem terras vão ficar acampados as margens da rodovia BR-158, até que o Incra apresente uma área para alojar as 210 famílias despejadas da Fazenda Ouro Verde. (Reportagem e fotos: Dinho Santos)