INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Marabá: Detentos dinamitam prisão

A Polícia Militar de Marabá conseguiu abortar, sábado, 20, uma fuga em massa no Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes - Crama, em Marabá. A penitenciaria agrícola tem capacidade para 180 presos, mas atualmente abriga 425 detentos.

Os detentos pretendiam fugir dinamitando a parede das celas. Dois dos explosivos jogados em direção às guaritas da PM não foram acionados. Tudo começou por volta de 16 horas de sábado, 20, quando uma dinamite foi detonada em um dos muros que dá acesso à Ala A, onde estão alojados 116 presos.

A explosão abriu um buraco de um metro de circunferência e seria utilizado para a fuga em massa.

Durante a revista no local, a polícia encontrou uma corda artesanal feita com vários lençóis, conhecida como "Tereza". Assustados com o barulho provocado pela explosão, os familiares dos presos que saíam da visita passaram a protestar em frente à Casa Penal.

Para conter o início do motim, a direção do presídio solicitou reforço do Grupo Tático e da Polícia Rodoviária Federal. De acordo com o capitão Emmette Alexandre, a situação foi controlada rapidamente, e a fuga em massa abortada com total êxito.