INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

"Monstro" espanca e estupra a própria mãe


A aposentada Creuza Ferreira de Sousa, de 61 anos, foi espancada e depois estuprada pelo próprio filho, o desempregado Claudenor Ferreira Soares, de 41 anos na comunidade de Degrado,a 25 quilômetros da cidade de Itaituba. O crime ocorreu na última terça-feira (16).

Creuza contou que neste dia, Claudenor chegou na casa dela para passar uns dias. Em princípio, a aposentada ficou muito contente com o retorno do filho que estava trabalhando em um garimpo há pouco mais de sete meses.

Mas, para surpresa dela, quando o marido precisou se deslocar até Itaituba e o filho Arnoldo estava trabalhando na roça, Claudenor passou a ingerir bebida alcoólica. Ela contou que chegou a repreender o filho por estar bebendo tanto.

Por volta das 16h, quando a aposentada preparava o jantar, foi surpreendida por Claudenor, que entrou na cozinha e passou a sufocar a mãe, dizendo que iria matá-la enforcada. Ela ressaltou que não teve como reagir. “Ele estava muito embriagado e violento, e rasgou toda minha roupa”, disse chorando.

Após rasgar a roupa da mãe, Claudenor espancou e apanhou uma corda para tentar enforcar a mãe. A mãe ficou com vários hematomas e com três costelas fraturadas. Aos gritos, tentando se desvencilhar do filho, que a espancava impiedosamente, a mulher chegou a desmaiar.

Depois de espancar a mãe, o filho estuprou a idosa. “Eu pedi, chorando, que ele não fizesse aquilo, porque eu sou mãe dele. O que ele me disse foi 'quem está aqui não é o Claudenor, é o demônio!'. Eu fiquei com muito medo”, relatou.

Os momentos de medo e tensão da vítima só chegaram ao fim quando ela ouviu o ruído de um veículo se aproximando pela estrada e correu na direção do carro, pedindo uma carona para a cidade, onde chegou por volta das 19h para procurou seus familiares e pedir providencias na unidade policial.

Uma guarnição da Polícia Militar se deslocou até a comunidade do Degredo, onde localizou o acusado. Claudenor Ferreira Soares não esboçou reação e foi conduzido para a Seccional de Polícia, onde foi autuado em flagrante pelos crimes de lesão corporal grave e estupro, além de outros agravantes.

O acusado está preso na seccional da cidade.Em depoimento ao escrivão Bibiano Silva Finhote, Claudenor disse que estava arrependido, mas que não recorda de nada do que aconteceu. (Fonte: Diário do Pará)