INFORMAÇÕES

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Redenção: "Rat Boy" enfrenta a polícia e leva chumbo



“Rat boy” é acusado de ter roubado mais de 200 motos só em Redenção

O perigoso assaltante Cleyton Moreira de Oliveira, vulgo “Rat Boy”, 27 anos, teve a carreira encerrada de forma trágica na tarde de terça-feira (23), ao enfrentar a tiros equipes de policiais civis e militares, no setor Jardim Cumaru, periferia de Redenção, onde ele estava escondido com mais dois comparsas. “Rat Boy” escapou da cadeia de Redenção em agosto deste ano, e estava sendo procurado pela polícia.

De acordo com o delegado Nicolau Neto, que participou da diligência que resultou na morte do criminoso, “Rat Boy” estava escondido em uma casa na rua Ermenejina Freitas. A polícia chegou até ele, após receber uma denúncia anônima através do número 190 da Polícia Militar. Ao chegar ao local indicado, policiais militares foram recebidos a bala pelo criminoso, que estava armado com uma espingarda calibre 28, tipo cartucheira de cano duplo e cerrado. Ele reagiu à prisão e foi acertado com dois tiros no peito e morreu na hora.

O corpo do assaltante foi recolhido por uma funerária local e levado para o hospital municipal, onde passou por um exame cadavérico. A mãe dele foi assassinada na semana passada em Redenção, supostamente por envolvimento com o tráfico de drogas. Segundo a polícia, a mulher trabalhava como “avião do tráfico” e teria sido eliminada por contrair dívidas com traficantes.

FICHA SUJA
Segundo a polícia, Cleiton Moreira era um elemento perigoso e também um dos maiores ladrões de motos de Redenção e região. Só em Redenção, ele teria roubado mais de 200 motocicletas de diferentes marcas e modelos. Em Redenção, ele já havia sido preso duas vezes, mas sempre conseguia escapar. A vez que ele escapou da cadeia, foi no último dia 25 de agosto, junto com outros 12 detentos.

Bastante perigoso, o assaltante gostava de usar apenas armas de cano cerrado. Ele gostava de intimidar as suas vítimas. Segundo a polícia, “Rat Boy” provavelmente devia estar agindo em Redenção. (Paulo Carrion)