INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Presidente do Águia deixa a penitenciária


Cumprida a prisão temporária, Ferreirinha é solto e diz que vai provar sua inocência

Depois de cumprir cinco dias de prisão temporária, o presidente do Águia de Marabá, Sebastião Ferreira Neto, o "Ferreirinha", deixou o Centro de Recuperação Mariano Antunes, Crama, na madrugada de quarta-feira, 15. Ele foi preso na semana passada, pela Polícia Federal, acusado de fazer parte de um esquema que facilitava a liberação de projetos de manejo na Secretaria de Meio Ambiente. A operação "Alvorecer" cumpriu, em Belém e Marabá, seis mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão. Ferreirinha foi preso em sua residência, no bairro Cidade Nova, em Marabá.

Depois que deixou a cadeia, Ferreirinha declarou que sua prioridade a partir de agora, é provar a sua inocência. Ele acredita que o envolvimento de seu nome em fraudes na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) partiu de pessoas que têm interesse em manchar sua imagem. "Isto foi obra de gente que só quer subir derrubando os outros".

O presidente do Águia disse ainda que jamais participou de qualquer esquema fraudulento ou recebeu qualquer bem a título de propina. Acompanhado do advogado Antonio Quaresma Filho, Sebastião Ferreira relatou que "é humanamente impossível alguém provar que cometi alguma irregularidade, que tenha pedido a liberação de algum plano de manejo, como falam, ou que tenha recebido qualquer tipo de propina para enriquecer ilicitamente". (Evandro Corrêa)