INFORMAÇÕES

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Conceição: “Coxinha” é condenado a 17 anos de cadeia

Durou mais de sete horas o julgamento de Raimundo Nonato Trindade “Coxinha”, acusado de assassinar a golpes de machado um homem de 65 anos de idade no bairro Giovamira, em Conceição do Araguaia. O crime aconteceu no dia 25 de abril do ano passado depois de um desentendimento entre “Coxinha” e a vítima, um homem identificado por Manoel.

O conselho de sentença acatou o argumento do ministério público representado pelo promotor de justiça Alfredo Amorim, que pediu a condenação do acusado, enfatizando que “Coxinha” agiu com requintes de crueldade, ao perseguir e golpear a vítima com um machado sem chance de defesa.

O promotor também contestou o argumento usado pelo acusado de que o homem golpeado com machado estaria armado com uma faca. Para Amorim, mesmo que a vítima estivesse armada, a ação de “Coxinha” não se justificava, já que ele perseguiu e executou um homem de 65 anos de idade. “O réu teve a clara intenção de matar e por isso peço a sua condenação, pois a vítima não teve como se defender”, argumentou o promotor.

O juiz Fredson Capeline, presidente do tribunal do júri, aplicou a pena de 17 anos de prisão em regime fechado que deverá ser cumprida no presídio de Redenção. Durante a leitura da sentença, o juiz observou que apesar de Raimundo Trindade não possuir antecedentes criminais e ser réu primário, sua liberdade representaria perigo à sociedade já que ficou evidente seu desequilíbrio emocional.

“Coxinha” assassinou a vítima por não ter gostado de uma brincadeira durante uma bebedeira na residência de um amigo, identificado por José Lima. De acordo com testemunhas e o próprio condenado, Manoel se dirigiu a “Coxinha” usando a adjetivo ofensivo, que teria motivado a matá-lo.

Após o assassinato, o dono da casa tomou as dores do amigo morto e desferiu dois golpes de faca contra “Coxinha” que foi levado às pressas para o hospital. (Canoticias)