INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Pará pode ficar sem 40% dos delegados de polícia

sistema de segurança pública do Pará pode entrar em colapso em alguns anos, devido à falta de delegados de Polícia Civil no Estado. Isso porque quase 40% do efetivo em atividade hoje já poderá se aposentar até 2014. A preocupação é da Associação dos Delegados de Polícia do Pará (Adepol).

Segundo Fernando Flávio, presidente da associação, em quatro anos 265 delegados já poderão se aposentar por tempo de serviço ou por invalidez. Em 2011, são 105. Somente em janeiro passado, quatro já se aposentaram. Hoje, o policial pode se aposentar com 30 anos de serviços, sendo pelo menos 20 na Polícia Civil.

Para Fernando, a questão está na defasagem atual de delegados em território paraense. “Hoje temos uma defasagem de 34% no quantitativo ideal”. Ele calcula em 547 delegados na ativa, quando o necessário mínimo seria de 829 servidores. Por isso, Fernando considera uma providência urgente a realização de concurso para preenchimento dessa lacuna. “Se o Estado não fizer concurso de imediato, vai haver uma sobrecarga de trabalho entre aqueles que estiverem na ativa”, prevê.