INFORMAÇÕES

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Tucumã: Extração de dente causa morte


Um fato triste ocorrido na área de saúde pública no começo desta semana em Tucumã vem gerando dúvidas e inúmeros questionamentos por parte da opinião pública devido ao falecimento de uma mulher que buscou tratamento odontológico na rede pública municipal.
Trata se do caso da feirante Graciete Oliveira da Silva, conhecida por dona Graça, de 57 anos, moradora do Setor Vila da Paz. Dona Graça infelizmente veio a óbito por volta das onze horas e trinta minutos da última terça-feira (15) após ter procurado atendimento odontológico.

De acordo com informações preliminares levantadas pela a reportagem, a Feirante Graciete Oliveira da Silva, deu inicio a um tratamento dentário no Posto de Saúde da Família (PSF) do Setor Vila da Paz, de onde recebeu atendimento de um profissional de odontologia lotado naquela unidade de saúde, o qual a encaminhou para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), que fica no centro de Tucumã, uma vez que é conveniada a rede pública do município.

Graciete Oliveira da Silva teria extraído dois dentes no inicio do mês de fevereiro no Centro de Especialidades Odontológicas, tendo ficado agendado para ser extraído o terceiro dente no o último dia 15 de fevereiro. Graciete voltou dar entrada na sala do centro cirúrgico para o procedimento de extração do terceiro dente, a paciente logo após ser anestesiada pelo o dentista de plantão começou a passar mal na cadeira odontológica vindo a falecer. Segundo informações de uma sobrinha da vítima, que não quis gravar entrevista devido ao estado emocional, Dona Graça era alérgica e que após ter extraindo o terceiro dente teria comentado com a sobrinha de que estaria com fortes dores de cabeça, a sobrinha disse ainda que não soube informar o que de fato realmente aconteceu com sua tia.

Erro Médico ou Fatalidade

A reportagem entrou em contato com Antônio Cristóvão, Secretario de Saúde do Município de Tucumã, que classificou o ocorrido como uma fatalidade e divulgou uma nota.

Em nota informou que após averiguar o ocorrido, constatou que a paciente Graciete Oliveira da Silva, já vinha fazendo tratamento odontológico na rede pública regulamente, sem apresentar qualquer tipo de problema. Todo o tratamento realizado, assim o foi de forma indicada e de acordo com as normas técnicas devidas, salientado que o mesmo tratamento já havia sido realizado na semana anterior. Todavia, no dia 15 último, após ter sido encaminhada pelo o dentista do Posto da Vila da Paz, para o Centro de Especialidade Odontológico – CEO, a paciente infelizmente teve um infarto fulminante do miocárdio durante o atendimento, conforme inclusive consta na declaração de óbito emitida pelo o médico que a atendeu.

Também merece registro, o fato de que além dos cuidados médicos prestados imediatamente para reanimar a paciente, a Secretaria de Saúde foi acionada e em poucos minutos chegou uma viatura para levar a paciente para o hospital. Porém a mesma veio a óbito durante o trajeto. (Renildo Ferreira)