INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Ranking de homicídios tem Pará na 4ª posição

"Estado triplicou taxa de mortes por 100 mil habitantes entre 1988 e 2008"

O Pará está em quarto lugar entre os estados com maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes. O dado foi divulgado ontem, pelo Instituto Sangari, que fez a pesquisa "Mapa da Violência" ao longo de 10 anos, entre 1998 e 2008. Em uma década, o número de homicídios no Estado triplicou. Em 1998, a taxa de homicídios era de 13,3 (19ª posição) e aumentou para 39,2. O líder do ranking negativo é Alagoas. Espírito Santo e Pernambuco vêm em seguida. O Piauí é o Estado com a menor taxa nos dois períodos - 5,2 e 12,4 respectivamente.

Em relação às capitais, Belém está na sétima posição do ranking, com taxa de homicídio por 100 mil habitantes de 47. Em 1998, a cidade ocupava a 16ª posição, com taxa de 29,1. Na região Norte, Belém é a capital com a maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes na faixa etária 15 a 24 anos. No ranking nacional, a cidade paraense está na oitava posição. Maceió, em Alagoas, é a capital com maior taxa e aumento assustador: 107,1 em 2008 - há 10 anos, a cidade ocupava o 14º lugar, com taxa de 33,3.

Nas análises específicas relativas às regiões metropolitanas do País, foram estudadas nove regiões metropolitanas tradicionais – Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre – criadas ao longo da década de 1970, acrescentando-se também a região metropolitana de Vitória que, apesar de ser bem mais recente, apresenta interesse específico quando se trata de analisar a violência letal no Brasil.