INFORMAÇÕES

terça-feira, 10 de maio de 2011

Buracos nas estradas do Pará aumentam e preocupam motoristas


Lama toma conta das rodovias paraenses


Poeira e buracos nas rodovias paraenses

Os buracos encontrados nas estradas da BR-230 e BR-155, próxima a Marabá, região sudeste do Pará prejudicam cada vez mais os motoristas que precisam trafegar por elas.

Na BR-230, antiga rodovia Transamazônica, os buracos se espalham por um longo trecho entre Marabá e Palestina do Pará. Ao todo são mais de 100 quilômetros de buracos e lama, o que causa prejuízo para os motoristas.

Em algum trechos da via é necessário parar e esperar até que o outro veículo passe, porque as crateraa tomam mais da metade da estrada. Além dos buracos, falta sinalização e o mato invadiu o acostamento dificultando a visibilidade dos que trafegam na estrada.

Os motoristas também trafegam amedrontados, pois com as crateras existente, existem trechos que ele precisam reduzir a velocidade para 30km por hora, e isso facilita a ação de bandidos. 'Tenho medo do que pode acontecer, passo por aqui apreensivo com medo ser assaltado', comenta José Maria Ardoso, caminhoneiro.

BR-155 - Aqui também encontramos a mesma situação, os buracos aparecem em um longo trecho da rodovia que fica entre Marabá e Eldorado dos Carajás. O trafego de caminhos pesados que transportam minérios para siderúrgicas é grande no local. E com estes problemas a viagem acaba demorando mais do que o esperado e irrita os motoristas. A preocupação é redobrada para quem passa no local com vans e ônibus.