INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Redenção: Prefeitura potencializa serviços médicos especializados


Hospital Municipal Iraci está sendo reformado


Hospital Materno Infantil já está reformado


Médicos da rede municipal atende diariamente

O município de Redenção, através da Secretaria Municipal de Saúde, está investindo na especialização de serviços médicos para atender a demanda local. Com a presença do Hospital Regional Público do Araguaia, em Redenção, a busca por atendimento médico/hospitalar na cidade foi intensificada.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, no ano de 2010 foram realizados entre consultas e exames, 9.084 atendimentos para pacientes de outras cidades, dos quais 4.696 foram em ortopedia. “As pessoas vêm de outros municípios e quando não sendo atendidas no Hospital Regional acabam sendo recebidas pela rede municipal de saúde”, afirmou o Secretário Municipal de Saúde, Júnior Fernandes.

Atualmente a cidade de Redenção é a única na região que mantém 5 médicos 24 horas por dia em regime de plantão e sobreaviso nas especialidades de pediatria, obstetrícia, ortopedia, anestesia, além de clínica geral.

Mesmo com todo potencial, o problema crônico do financiamento da saúde pública acaba afetando a melhoria dos serviços. “O objetivo é buscar apoio junto ao Estado para ampliar a quantidade e os tipos de atendimentos, principalmente em ortopedia”, citou o Secretário.

Para melhorar e suprir a demanda regional, já está em fase de conclusão à reforma do Hospital Materno Infantil e a implantação da UCI Neonatal. Também foi iniciada a reforma do Hospital Municipal Iraci, além de outras unidades básicas de saúde e a construção da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), segundo informou a Secretaria de Saúde.

O prefeito Wagner Fontes, disse que saúde é prioridade em seu governo, e as obras de reforma e ampliação dos hospitais e postos de saúde no município, com um atendimento semelhante ou igual ao dos hospitais particulares existente na cidade. (Dinho Santos)