INFORMAÇÕES

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Anapu: Mortes de delegado e juiz estavam encomendadas

No fim de semana, uma equipe de policiais de Altamira e Anapu prendeu três homens acusados de assalto a um microônibus na região. Marcolino Aurélio, o “Marquinho”, Rodrigo Ferreira de Lima e Wanderson de Oliveira foram presos próximo a uma comunidade rural, há 40 km da sede do município de Anapu.

Após a prisão, a polícia fez a acareação dos acusados ainda na delegacia de Anapu, e as vítimas reconheceram-nos como sendo autores do assalto. As vítimas também identificaram uma das armas utilizada por eles no momento do crime. Mesmo tendo sido reconhecidos eles negaram qualquer envolvimento.

Além da acusação de assalto, Marcolino responde também por ter sido contratado por familiares de um traficante para executar o delegado Melquisedeque Ribeiro que atua na polícia civil de Anapu.

De acordo com informações de fontes da própria polícia, a cabeça do delegado estaria a prêmio por 80 mil reais, que seriam recebidos pelo pistoleiro. Além do delegado Marcolino também iria matar o juiz José Jonas, que responde pelas comarcas de Pacajá e Anapu. O assaltante confessou ser o dono das armas encontradas com o bando, mas negou ter recebido a oferta para matar o delegado e o juiz. Ele disse estar com elas para sua defesa pessoal.