INFORMAÇÕES

domingo, 16 de outubro de 2011

Arena da Amazônia está próxima de chegar a 22% da totalidade


Parte da arquibancada inferior está pronta e pode abarcar hoje 2,3 mil torcedores, conforme o governo do Estado do Amazonas.

Única edificação visível em andamento na cidade para a Copa de 2014, a Arena da Amazônia está próxima de chegar a 22% da totalidade, com parte da arquibancada inferior pronta, suficiente para abarcar hoje 2,3 mil torcedores, conforme o governo do Estado. Os pré-moldados estão sendo encaixados com apoio de um guindaste especial de 60 metros de altura. Ao todo, 152 peças já foram lançadas de um total de 578 em estoque prontas lançamento.

O trabalho de fundações da Arena deve ser concluído até o fim da próxima semana, de acordo com o coordenador-geral da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP), Miguel Capobiango.

Orçada em R$ 500 milhões, a Arena da Amazônia, que começou a ser edificada em junho do ano passado, consumiu até então R$ 67 milhões. Destes, apenas R$ 11, 6 milhões foram liberados do BNDES via financiamento, e, mesmo assim, em duas parcelas. R$ 56,4 milhões saíram dos cofres do Estado. Do custo total da obra, o BNDES ficou de financiar R$ 400 milhões com contrapartida de R$ 100 milhões do Estado.

O BNDES ainda não liberou o restante porque encontrou impropriedades técnicas no projeto executivo apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Controladoria Geral da União (CGU). O banco financiador da obra está em fase de análise da documentação enviada com as correções das falhas no projeto.