INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Redenção: Acidente entre carro e moto faz vítima fatal




Um grave acidente de trânsito ocorrido na noite de terça-feira (24) tirou a vida do marceneiro Nelson Filho Alves Santos, de 46 anos, conhecido como “Negão Marceneiro”, que entrou para as estatísticas de vítimas fatais do violento trânsito de Redenção. Segundo informações da polícia, o acidente aconteceu por volta das 23 horas perto da rotatória da Avenida Araguaia com a Thompson Filho, no Entroncamento.

Nelson havia acabado de sair de sua marcenaria, localizada no Setor Átila Douglas e estava indo pra casa dele, no Setor Morada da Paz, quando foi atingido por trás por um carro Agile Chevrolet, branco, placas NYK-5730, de Salvador/BA, que era dirigido pela dançarina da Banda Garota Sarada, Camila Silva do Nascimento. Nelson trafegava em uma moto C 100 Biz Honda, preta, placa JUL-5532 Redenção/PA, que ficou completamente destruída.

No velório da vítima, que ocorreu no Centro Municipal de Velório, a revolta era visível entre amigos e parentes de Nelson, que era considerada uma pessoa dedicada ao trabalho e à família. “Ele não merecia isso”, disse um amigo do marceneiro.

De acordo com a delegada Viviane Flores, que está responsável pelo caso, Camila Silva não tem carteira de habilitação e em função disso ligou para um ex-namorado dela, que mora perto do local onde aconteceu o acidente e pediu para que ele falasse para a polícia que estava dirigindo o veículo e assumisse a culpa pelo acidente. O rapaz caiu na lábia da bailaria e afirmou que tinha sido ele o causador do acidente, que a dançarina estava apenas como carona.

Entretanto, ainda segundo a delegada, não demorou muito para o ex-namorado de Camila voltar atrás e desmentir o que ele havia falado no início. “Ele nos contou que por morar próximo ao local do acidente, ela ligou pra ele pedindo que ele assumisse a culpa pelo acidente. O rapaz tentou ajudar, mas acabou sendo prejudicado”, disse a delegada.

O ex-namorado da dançarina vai responder a um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO), por tentativa de favorecimento pessoal e tentar atrapalhar o trabalho da polícia. Já Camila Silva, que o até o fechamento desta matéria não tinha aparecido na delegacia para prestar esclarecimento, foi indiciada por homicídio doloso, quando há intenção de matar, já que ela estava dirigindo sem habilitação e era consciente de que poderia causar um acidente. Como ainda não compareceu à Depol, Camila está na condição de foragida. (Paulo Carrion)