INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Grupo liderado por vidente estoca alimentos para "fim do mundo"

Eunice e João estão estocando alimentos e cobertores para o fim do mundo
(Foto: Ivanete Damasceno/G1)
Livros, água, alimentos, remédios e roupas de frio fazem parte de uma lista de itens de sobrevivência de um grupo em Porto Velho. Lideradas pela vidente Eunice Coelho, as pessoas já têm diversos produtos estocados em um abrigo secreto, localizado na área rural da cidade, numa preparação para o dia 21 de dezembro, quando, segundo uma teoria controversa baseada no calendário maia, aconteceria o "fim do mundo".


“Não tenho como prever o dia certo porque as entidades espirituais trabalham com datas aproximadas", diz Eunice. "Eles foram claros ao dizer que devíamos nos preparar para coisas ruins”, afirma.
O historiador e professor da Faculdade Porto Velho Aleks Palitot explica que o misticismo em torno do fim do mundo é, na verdade um erro de interpretação do calendário maia. (G 1)