INFORMAÇÕES

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Sou a favor do casamento gay

(Por Maycol Mundoca)
"Cada um casa com quem quiser", Maycol

Passei os últimos tempos assistindo calado, vendo o desenrolar de toda essa questão da comissão dos direitos humanos, que acabou descambando em velhas questões. Em antigos ressentimentos.
No centro dessas discursões a igreja e os homossexuais! Tentei ficar fora dessa discursão, mas é quase impossível, levando em conta que todos os veículos de comunicação e muitos amigos não falam outra coisa.
Quando o homem deixou de entender um ao outro? E me veio à cabeça uma passagem bíblica: a Torre de Babel.
Na passagem bíblica do livro de gênesis, os homens de toda a terra que falavam uma só língua resolveram construir uma torre para chegar aos Céus.
Deus desce a terra, e confunde-lhes a linguagem, de modo que um não se entende o outro. Assim teria nascido os idiomas e a meu ver a intolerância.
Ninguém está disposto a dialogar com ninguém, não sem antes gritar.
E a bíblia o maior manual de consulta de toda essa discussão é usada equivocadamente. Já que permite várias interpretações.
A bíblia foi feita para auxiliar o ser humano, que por sua vez é um ser diverso! Desde o inicio das eras.
Nem um profeta, por exemplo, era igual a outro e isso fica bem claro nas singularidades de suas escritas.
Em coríntios 6.19 diz: “Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo”. Cuide do seu corpo!
Já em Mateus 6, “Se a tua mão direita ou o teu pé te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti”.
Não da pra levar a bíblia ao pé da letra, a ferro e fogo. As consequências seriam desastrosas.
Imaginem quanta gente sem a mão. O Pilo que errou aquele pênalti sem o pé. O Michel Teló que canta “ai se eu te pego” sem a língua.
Apesar de diversa, a bíblia não é menos fascinante. Nela você pode, sim, encontrar muitas respostas. Mas tem que ler de alma aberta.
O problema é que as pessoas tendem a levar ao pé da letra só o que lhes convém. Toda essa briga em torno do casamento gay seria facilmente resolvida se levassem a ferro e fogo o que Jesus dizia: “Amai o teu próximo como a ti mesmo”.
Para de criticar! De condenar! Tente entender, aceitar o teu próximo como ele é! Ou quer ser! Amar teu próximo anula toda e qualquer convenção.
Então, não! Eu não sou contra o casamento gay.
Eu não acredito que a união de pessoas do mesmo sexo vai acabar com a “família”, pelo menos não com a minha família!
Que continuará unida, alegre e feliz, que se adaptará a toda e qualquer mudança!
Porque valores não estão contidos em livros nem em regras, em leis. Valores são hábitos! Atitudes! Valores não se aprendem com constituição.
Não afetará a minha família porque ela constituída em cima de valores como, “O seu direito acaba onde começa o outro, respeite o outro”.
Respeite o direito do outro de ser o que ele quiser ser. Se você pode casar, o outro também pode!
É preciso parar de tentar moldar o amor, parar de procurar uma fórmula, o amor não tem forma. Deixem de se preocupar com o “modelo familiar”, e passe a se preocupar com as famílias propriamente ditas. Preocupem-se com os milhares de famílias que passam fome diariamente neste País!
Toda essa mobilização voluntaria seria mais bem aplicada no combate à desnutrição infantil, por exemplo, que ainda faz milhares de vítimas anualmente num dos Países mais rico do mundo.
Não! Eu não sou contra o casamento gay, alias não sou contra nenhum tipo de casamento. A não ser o meu casamento.
Então você tem a minha bênção, não é grande coisa, mas eu respeito a sua opção. Case com quem quiser, alias com o que quiser. Com outro homem, om outra mulher, com um jabuti. Ama as flores? Case-se com elas.
Sinônimo de casamento é união. E a essência da união é o amor. Se você ama, seja feliz.