INFORMAÇÕES

terça-feira, 16 de julho de 2013

SERRA PELADA: Garimpeiros querem metade do ouro

Com menos de 30 dias no cargo e com inúmeros problemas a resolver - o principal deles é decidir com a mineradora canadense Colossus como ficará a divisão de no mínimo R$ 5 bilhões dos lucros entre a empresa e os garimpeiros, obtidos com a exploração do ouro, cuja extração deve começar no próximo mês -, o novo presidente da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp), Vitor Albarado, o primeiro paraense a comandar a entidade em 33 anos, afirma que os mais de 40 mil garimpeiros filiados à entidade não serão prejudicados de maneira alguma quando a mina entrar em operação.

Ele não aceitará que a Colossus fique com 75% da venda do ouro e os garimpeiros apenas com 25%. A Colossus, que diz ter investido mais de R$ 550 milhões na mecanização do garimpo, pretende extrair cerca de 50 toneladas de ouro.

O contrato inicial previa 51% para a Colossus e 49% para os garimpeiros, mas “em apenas 48 horas”, afirma Albarado, passou para 75% e 25%, o que o novo presidente considera “o absurdo dos absurdos”.