INFORMAÇÕES

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Araguaína (TO): Caseiro confessa ter assassinado casal de empresários

O caseiro João Batista Lopes Freitas e a esposa dele, Ângela Pereira da Silva, confessaram, nesta quinta-feira (9), o assassinato do casal de empresários Demerval Correia Freire, 57 anos, e Lenir da Silva Freire, 55 anos. Os dois foram presos na quarta-feira (8), na cidade de João Lisboa (MA) e chegaram a Araguaína ainda na quarta.

João Batista era considerado pela polícia como desaparecido e também como uma possível testemunha da morte do casal, que teria saído de Araguaína para ir à chácara deles, em Wanderlândia, no dia 21 de dezembro do ano passado e, desde então, não foram mais vistos. Parentes fizeram buscas na propriedade rural e encontraram no dia 27 do mesmo mês, os dois corpos em avançado estado de decomposição.

Ainda nesta quinta, a polícia deve voltar à chácara da família para localizar mais uma prova do crime, que seria um pedaço de madeira, que teria sido usado para matar as vítimas.

Segundo a polícia, João Batista é suspeito de ter matado por espancamento o próprio filho, com 32 dias de vida. Ele chegou a ser preso, mas em seguida liberado. O crime aconteceu no interior de Minas Gerais, em 2006, e a polícia mineira já tinha endereçado uma carta precatória para a polícia tocantinense relatando o caso. O caseiro é suspeito ainda de ter matado um homem na cidade de  Novo Repartimento (PA). (G1/TO)