INFORMAÇÕES

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Homens também podem ser vacinados contra HPV

Qualquer pessoa pode ter acesso à vacina em clínicas particulares. Campanha nacional foca em meninas de 11 a 13 anos.
Programa esclarece sobre a vacina

A gerente de recursos humanos France Cunha procurou prevenção após testemunhar um caso de HPV na família. "Ao buscar esse conhecimento, acabei sabendo que existia uma forma de prevenção e que nessa época já era liberada (a vacina) pros meninos, e fui atrás de uma clínica privada" conta France, ressaltando a importância de prevenir tanto a filha, de 18 anos, como o filho de 20. "Hoje tenho a plena certeza de que, se meus filhos tiverem contato com esse vírus, eles vão estar protegidos."

Para a promotora de vendas Andréa Passos, os casos de câncer de colo do útero na família foram determinantes para a busca por prevenção. "Tenho familiares que inclusive já faleceram. Hoje as pesquisas apontam o HPV como principal causador do câncer de colo do útero, e se existe uma forma de imunizar, então eu fui atrás", diz Andréa, comentando que a vacina também previne outras doenças associadas ao HPV, como o câncer de garganta. "Hoje eu sou uma mulher prevenida, eu me sinto mais tranquila."

Conversar de forma aberta sobre o assunto é a estratégia adotada pela administradora Cristina Gomes para prevenir as três filhas em relação aos riscos do HPV. "Eu sempre procurei orientar de maneiras muito clara. Não adianta você ir por meios muito técnicos ou ter uma linguagem muito fechada, que às vezes a pessoa peca por não ter entendido" opina a administradora, destacando a importância de levar a filha mais nova, de 13 anos, a um dos postos de vacinação durante a campanha: "eu acho que todo mundo que tem filhas nessa idade não pode perder essa oportunidade". (G1/PA)