INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

terça-feira, 18 de março de 2014

Água Azul: Comerciante é condenado por favorecer prostituição

 A Justiça do Pará condenou na última segunda-feira (17/03), a 50 anos de prisão em regime fechado, o comerciante Moisés Rodrigues Teles pelos crimes de favorecimento à prostituição, por manter casa onde ocorria a prática, em Água Azul, e por tirar proveito da prostituição alheia, o que o Código Penal Brasileiro caracteriza como rufianismo.

De acordo com o juiz da 1ª Vara da Comarca de Xinguara, José Admilson Gomes Pereira, o crime ainda foi agravado pelo fato de o homem ter submetido duas adolescentes, de 13 e 16 anos, à prostituição, o que fere o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Segundo denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o comerciante foi flagrado em agosto do ano passado promovendo a exploração sexual de adultos e adolescentes em um bar do qual era proprietário, localizado em Água Azul do Norte. Além das adolescentes, ele ainda mantinha mais três mulheres na prostituição, ameaçando-as de morte caso contassem a alguém sobre as atividades no bar.

De acordo com o depoimento de testemunhas, “parte do dinheiro apurado era repassado ao acusado, bem como tirava proveito das vítimas em serviços domésticos, obrigando-as a vender bebidas alcoólicas em seu estabelecimento”.