INFORMAÇÕES

sexta-feira, 14 de março de 2014

Redenção: Carros som podem deixar de circular

Silva disse que a fiscalização será severa
Acabou a tolerância para a poluição sonora em Redenção. Carros de som, caixas de som em portas de loja, sons em Bares e Casas Noturnas, tem que se adequarem às normas da ABNT. Quem não cumprir terá o equipamento apreendido e encaminhado para a justiça.
Carros de propaganda volante, caixas de som na porta de lojas, som alto em bares, casas noturnas, lava-jatos e carros particulares com som automotivo terão que respeitar, a partir de agora, as normas de poluição sonora da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) se não quiserem ter seus equipamentos apreendidos. Até mesmo as carreatas promocionais de empresas com som alto e foguetórios nas ruas da cidade poderão ser impedidas conforme determina a lei. A fiscalização da poluição sonora em Redenção será apertada pela Depol, Polícia Militar e Secretaria do Meio Ambiente (Semma).
Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Adilson Silva hoje o maior índice de reclamação da população na Semma e polícias Civil e Militar é com relação à poluição sonora nas ruas da cidade.

“A Semma já fez a parte educativa, já advertiu a todos sobre a poluição sonora. Agora estamos notificando proprietários de veículos que usam som em alto volume e estabelecimentos comerciais. A próxima fase é apreensão dos equipamentos que serão encaminhados para a justiça”, afirma o secretário.
Ainda segundo Silva, quando da chegada do delegado de Polícia Civil, Antônio Miranda à Redenção, foram reunidos donos de carros de som e de estabelecimentos comerciais e foi estabelecido um pacto entre as partes envolvidas, para liberar os carros de som de propaganda durante o dia em áreas, comercial e residencial, em até 70 decibéis. À noite permaneciam as normas da ABNT que é de 45 decibéis. “Ninguém cumpriu o acordo e agora será apertada a fiscalização que pode terminar com apreensão do equipamento de som que será encaminhado para a justiça”, garante.

Quantidade de decibéis permitida
Área estritamente residencial urbana, de hospitais ou de escolas. (Diurno 50 – Noturno 45)
Área mista, com vocação comercial e administrativa. (Diurno 60 – Noturno 55)
Área predominantemente industrial. (Diurno 70 – Noturno 60)
Efeitos negativos da poluição sonora na saúde dos seres humanos: Insônia, Estresse, Depressão, Perda de audição, Agressividade, Perda de atenção e concentração, Perda de memória, Dores de Cabeça, Aumento da pressão arterial, Cansaço, Gastrite e úlcera, Queda de rendimento escolar e no trabalho e Surdez (em caso de exposição à níveis altíssimos de ruído. (Nosso Jornal - João Lopes)