INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

terça-feira, 20 de maio de 2014

Ainda retido na Arábia, conceicionense Jobson pode não ter onde dormir nesta terça-feira

Jobson quer voltar ao Brasil
A situação de Jobson na Arábia Saudita tem fortes chances de ganhar contornos ainda mais dramáticos. O atleta pode ter de contar com a ajuda de alguém que se solidarize com sua situação para conseguir um teto à noite na cidade de Jedá. Ele precisará deixar o hotel onde estava desde a semana passada, pois nesta terça-feira vence a última das cinco diárias que fechou quando ainda tinha a esperança de reaver seu passaporte e obter o visto de saída. E o dinheiro acabou, garante Rodolpho Cézar, advogado do atleta.

- Posso garantir que hoje, ao encerrar a diária do hotel, o Jobson não tem mais condição de custear qualquer tipo de moradia nem como garantir sua alimentação. Quando o clube o retirou do hotel, ele ainda conseguiu alugar um apartamento por um mês, mas não conseguiu renovar o contrato pelo mesmo período. Fechou cinco diárias em um hotel acreditando que as coisas poderiam se resolver, mas o clube (Al-Ittihad) se omitiu. Nem o tradutor nem qualquer outro membro do clube o atenderam. Se ele não conseguir resolver até hoje, pode até mesmo não ter onde dormir - lamentou Rodolpho. (Globo Esporte)