INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Parlamento britânico aprova bombardeios contra o EI no Iraque

Forças reais irão se juntar à coalizão liderada pelos Estados Unidos. Premiê retirou Parlamento de recesso após pedido do governo iraquiano.

O Parlamento britânico aprovou nesta sexta-feira (26) a realização de bombardeios contra os militantes do Estado Islâmico no Iraque. A aprovação ocorreu com 524 votos a favor e 43 contra, permitindo que a Força Aérea real se junte às forças militares lideradas pelos Estados Unidos de forma imediata.

Seis bombardeiros Tornado GR-4 baseados em Chipre já foram colocados em alerta para realizar os primeiros ataques. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, retirou o Parlamento de seu recesso para a votação após um pedido de ajuda oficial do governo iraquiano.

A moção autoriza ataques aéreos, mas estabelece que não haverá soldados britânicos em terra.

Os Estados Unidos lideram uma coalizão internacional que tenta enfraquecer a organização extremista com bombardeios aéreos. (G1)


British Parliament approves bombing of the EI in Iraq

Real forces will join the US-led coalition. Prime Minister withdrew Parliament recessed after request from the Iraqi government.

The British Parliament approved on Friday (26) conducting bombing militants from the Islamic State in Iraq. The approval came with 524 votes in favor and 43 against, allowing the real Air Force to join the military forces led by the United States immediately.

Six Tornado GR-4 bombers based in Cyprus have been put on alert to conduct the first attacks. British Prime Minister David Cameron, Parliament withdrew its recess for the vote after an official request for assistance from the Iraqi government.

The motion authorizing air strikes, but states that there will be no British troops on the ground.

The United States led an international coalition that attempts to weaken the extremist organization with airstrikes. (G1)