INFORMAÇÕES

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

TO: Rixa entre famílias termina com tiros e morte

Uma mulher foi morta a tiros na manhã desta terça-feira (23) na praça da Bíblia, em Axixá do Tocantins, no extremo norte do estado. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), testemunhas relataram que o crime foi motivado por uma rixa entre duas famílias. Fagner Silva Costa, de 24 anos, teria assassinado com três tiros a jovem Santana Pereira da Silva, 23 anos, conforme informações da SSP. O suspeito fugiu em seguida e ainda não foi localizado.

De acordo com a SSP, testemunhas contaram que há cerca de um ano, uma prima de Fagner foi assassinada no município e o principal suspeito seria um dos irmãos de Santana. Desde então, a jovem e os parentes dela trocam ameaças de morte com Fagner. Por isso, a polícia acredita que o crime pode ter sido motivado por vingança.

Pai era foragido do Maranhão
Quando os policiais procuravam pelo rapaz, testemunhas contaram que o pai dele, Antônio Alves Costa, também conhecido como 'Toinho Baixinho', de 48 anos, facilitou sua fuga. Segundo a SSP, com base nestas informações, a equipe de investigadores da 10ª Delegacia Regional de Araguatins foi até o comércio do homem que foi levado até a delegacia.


TO: Brawl between families ends with shots and death

A woman was shot dead early on Tuesday (23) the square of the Bible in Axixá of Tocantins, in the far north of the state. According to the Secretariat of Public Security (SSP), witnesses reported that the crime was motivated by a feud between two families. Fagner Silva Costa, 24, allegedly murdered three shots with the young Santana Pereira da Silva, 23 years, according to information from the SSP. The suspect then fled and has not been located.

According to the SSP, witnesses said about a year ago, a cousin of Fagner was murdered in the municipality and the prime suspect was a brother of Santana. Since then, the young woman and her relatives exchanging death threats with Fagner. Therefore, police believe the crime may have been motivated by revenge.

Father was a fugitive from Maranhão

When police searched the boy, witnesses said his father, Antonio Alves Costa, also known as 'Toinho Shorty', 48, facilitated his escape. According to the SSP, based on this information, a team of researchers from the 10th Regional Office of Araguatins was to trade the man who was taken to the police station.