INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

terça-feira, 28 de outubro de 2014

TO: Apicultores geram lucros com a criação de abelhas sem ferrão

O litro do mel das chamadas abelhas nativas do cerrado custa R$ 100. As espécies estão ameaçadas de extinção.

A produção de mel com abelhas sem ferrão começa a despertar o interesse de apicultores do Tocantins.  A atividade é mais barata, já que os produtores não precisam usar os equipamentos de proteção individual e nem a fumaça, utilizada para acalmar as outras espécies. Além disso, os lucros são maiores porque o mel produzido por este tipo de abelha é mais raro e, portanto, mais caro.

Em Novo Acordo, a 110 km de Palmas, dois apicultores se dedicam nesta atividade. Um deles é Sadi Ferreira, que tem 45 colmeias das chamadas abelhas nativas do cerrado. Esta é a única fonte de renda dele na pequena propriedade de 4,5 hectares. Por ano, a produção chega a 35 litros de mel. Cada litro custa em média R$ 100. (G1/TO)