INFORMAÇÕES

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Correspondente da TV Globo é deportado da Indonésia

Márcio Gomes tentava fazer matéria sobre o brasileiro fuzilado
Márcio Gomes e um cinegrafista da Rede Globo foram deportados da Indonésia na última segunda-feira (19), após tentativa de cobertura do caso de Marco Archer Cardoso Moreira, brasileiro executado no país no último final de semana.

O jornalista teve sua entrada autorizada no território com um visto de turista. A dupla chegou a ser presa no último sábado (17) e acabou tendo os passaportes retidos, segundo confirmou a emissora carioca.

Sem o documento oficial, os profissionais foram escoltados por policiais até a capital Jacarta, onde aguardariam em um hotel o voo para Tóquio, no Japão - onde Gomes atua como correspondente internacional da Globo.

Até o momento, o Itamaraty não comentou o assunto. Vale lembrar que o jornal "Folha de S.Paulo" também revelou que sua equipe foi ameaçada de deportação pelas autoridades da Indonésia.