INFORMAÇÕES

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Redenção: Governo Federal não repassa recursos e Postos de Saúde têm obras parcialmente paralisadas

Prefeitura espera os repasses para concluir as obras
Cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS) – Postos de Saúde - estão sendo construídas nos setores Planalto II, Santos Dumont, Campos Altos, Vila Maria e na colônia Inajá, zona rural, em Redenção. Porém, as obras estão parcialmente paralisadas porque o Governo Federal, através do Ministério da Saúde, atrasou as parcelas dos recursos.

Até agora o Ministério da Saúde somente repassou 20% do valor dos convênios, mas a expectativa é que neste mês de fevereiro a prefeitura receba os recursos para acelerar a construção dos Postos de Saúde, para atender a população dos setores.

“Os cinco Postos de Saúde estão com as obras bem adiantadas, as medições indicam obras a mais do que os recursos repassados, porém, os repasses deixaram de serem feitos pelo Governo Federal”, citou o Prefeito Vanderlei Coimbra, que esteve recentemente no Ministério da Saúde, em Brasília, cobrando celeridade nos repasses.

Cada Unidade Básica de Saúde tem 344 metros quadrados construídas com investimento de R$ 407.296,20 cada uma. Os recursos são convênios firmados entre o Governo Federal e a Prefeitura de Redenção.

Mesmo enfrentando atrasos nos repasses federais, a atual administração está bem à frente das anteriores com relação ao número de UBS. Estão sendo construídas cinco unidades, contra sete, em 32 anos de emancipação.