INFORMAÇÕES

NOTÍCIAS DO SUL DO PARÁ, TOCANTINS, MATO GROSSO E MARANHÃO

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

CASO ESTIVA: Polícia continua procurando os acusados da chacina

Até por volta das 20 horas desta quinta-feira (19), último contato com a policia de Redenção, nenhum acusado da chacina que vitimou 6 pessoas no Projeto de Assentamento Estiva, localizado no município de Conceição do Araguaia, havia sido preso, com exceção do elemento Dorvile Azevedo Belém Filho, o “Cabeça”, 42 anos, que emprestou as armas para os assassinos cometerem os crimes.

De acordo com o investigador Pereira, chefe de operações da Superintendência de Polícia Civil do Araguaia, com sede em Redenção, e que tem no comando o delegado Antônio Miranda, as investigações continuam com o intuito de prender os assassinos e os mandantes dos crimes. A polícia, inclusive, tem fotos de quase todos eles, e faz questão de divulgar para facilitar suas identificações junto à população, que poderá denunciar o paradeiro dos acusados, onde eles estiverem escondidos.

Segundo a polícia, os mandantes dos crimes são os irmãos: Oziel Ribeiro de Moura, 38 anos, e Oliveira Ribeiro de Moura, de 34 anos, residentes em Redenção. Foram eles que teriam contratados os criminosos, os irmãos Jhonnys Santos Pereira e Antônio Marcos dos Santos, para executar os colonos, por causa de um lote de terra, que o Incra tomou de Oziel e cedeu para a família das vítimas.

Ainda conforme a polícia, apenas uma das vítimas foi morta à tiros, as demais foram assassinadas a pauladas na cabeça. A dedução é que as foices foram usadas para cortar as gargantas e outras partes dos corpos, depois de estarem estendidos no chão, mortos, isso para que não viessem boiar do fundo do rio onde os corpos foram jogados.

A polícia já tem informação de que Jhonnys já esteve preso em Eldorado de Carajás, onde foi acusado de decapitar um mototaxista daquela cidade.

Na tentativa de prender os criminosos, um grande aparato policial foi montado em todo sul do estado, e por determinação da Secretaria de Segurança Pública do Pará, até o helicóptero da polícia está sendo usado na operação.