INFORMAÇÕES

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Redenção: Pioneiros sentem saudade de outros carnavais

"Carnaval de antigamente era melhor", Jacaré
“Redenção já viveu uma época em que tínhamos imenso prazer em brincar o Carnaval”, relembra o empresário Adelcio Pereira de Souza, dono do Cantinho dos Presentes e morador de Redenção há mais de 30 anos.

Segundo o comerciante, o Carnaval de salão no extinto Clube Recreativo, na AABB e no Country, nos anos 80, deixaram saudade.

Segundo o empresário, devido à questão econômica, a maioria dos redencenses não deve investir muito na folia deste ano. “O brasileiro quer sempre um motivo para festejar, mas com pouco dinheiro circulando, a brincadeira deve ser prejudicada”, avalia.
Eva Barbosa, com a filha, disse que fazia muitas fantasias de carnaval

A empresária Eva Barbosa, dona da antiga Malharia Caprichosa, hoje com o nome de Capricci, sem expectativa para o Carnaval 2015, resolveu investir nas brincadeiras familiares em residências e condomínios, retiros e nas escolas, no período de Carnaval deste ano. Ela confecciona roupas e fantasias para quem brinca um carnaval restrito.

Segundo a empresária, moradora de Redenção há 28 anos, nos carnavais dos anos 90, por exemplo, inúmeras peças de roupas apropriadas e fantasias eram confeccionadas por sua loja, mas hoje apenas uma pequena quantidade de acessórios é comercializada. “Tenho saudade de outros carnavais, tanto pela brincadeira, quanto pela nossa produção que aumentava no período”, ressalta. (João Lopes - Nosso Jornal)