INFORMAÇÕES

Envie informações para o blog. WhatsApp 99193 6270 ou e-mail: otavioaraujo19@hotmail.com. Otávio Araújo é correspondente da Rádio Clube do Pará para o sul do Pará.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Redenção: Novas provas sobre o assassinato do cabo PM Queiroz

Cabo Queiroz
A delegada de Polícia Civil de Redenção, Adriana Flores, que investiga o assassinato do policial militar cabo José Fernando Araújo Queiroz, 50 anos na época do crime, conhecido por Cabo Queiroz, apresentou novas provas que indicam a esposa do policial, Adriana Silva Queiroz, na época do crime com 38 anos, como a mandante do assassinato do marido.

Adriana Silva Queiroz foi presa no dia 23 de julho do mesmo ano, ou seja, seis dias após o crime e conduzido ao presídio de Redenção.
Acusada Adriana Silva 

A polícia teve acesso ao celular de Adriana Silva, que continha as mensagens dela com o assassino, segundo a polícia seu amante, arquitetando o crime. Nas mensagens Adriana e o criminoso articularam como matar o policial. Adriana disse nas mensagens que iria sair de casa para o criminoso, na época menor de idade, entrar na casa e matar o marido Cabo Queiroz, fato concretizado com um tiro de espingarda calibre 12.

O assassino estava numa moto, parado em frente a uma igreja, próximo da casa da vítima, que acabara de lavar seu carro. O criminoso chegou no portão e chamou pelo policial, que ao sair foi alvejado com um único tiro de 20, no rosto. Ele morreu no local, sem chances de defesa.

O crime

O policial militar cabo José Fernando Araujo Queiroz, 50 anos, lotado no batalhão de Redenção, foi assassinado com um tiro no rosto, na quinta-feira (17/07/14), por volta das 19 horas, em frente a casa dele, no bairro Alto Paraná, em Redenção.