INFORMAÇÕES

Envie informações para o blog. WhatsApp 99193 6270 ou e-mail: otavioaraujo19@hotmail.com. Otávio Araújo é correspondente da Rádio Clube do Pará para o sul do Pará.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Xinguara: Ourilândia é punida com a perda do ponto no jogo com Redenção pela Copa Extremo Sul

Dirigentes punem seleção de Ourilândia
Foi realizada nesta quinta-feira (10/12), em Xinguara, a reunião da Comissão Disciplinar da Copa Extremo Sul, para julgar irregularidade de dois jogadores de Ourilândia que haviam sido expulsos na partida entre Ourilândia do Norte e Sapucaia, no dia 29 de novembro. O jogo entre Redenção e Ourilândia terminou em 1 a 1.
Segundo jogo da final está mantido para domingo

Ficou decidido que Ourilândia será punida com perda dos pontos da primeira partida contra Redenção, por ter utilizado jogadores que tinham sido expulsos diante de Sapucaia. Assim sendo, na partida final da Copa, marcada para domingo (13/12), Redenção jogará por um empate para ser campeã, já a seleção de Ourilândia jogará por uma vitória por qualquer placar.

O secretário de Esporte de Ourilândia, Wilson Batista de Carvalho, por não concordar com a decisão da comissão disciplinar, disse que vai recorrer. Ele alega que foram os árbitros que cometeram os erros e não a seleção de seu município. “Assim que eu chegar em Ourilândia vou procurar o jurídico para formular uma defesa ampla sobre essa situação, com a qual não concordo”, disse.

Para Vilson Cabral, presidente da Liga Esportiva de Redenção, e organizador da competição,sua seleção não tem culpa de Ourilândia ter utilizado jogadores irregulares. “Eles têm todo direito de recorrer, mas nós também temos o dever de fazer valer o regulamento da competição”, detalhou.

Sobre as acusações de irregularidades cometidas pelos árbitros, que são da liga de Xinguara, Vilson Cabral informou que um relatório será encaminhado para Comissão Disciplinar da FPF, com o teor das denúncias.

Nenhum dos acusados participaram da reunião. Sobre acusação de propina, não há provas testemunhais que possam ferir a conduta deles. Já sobre os erros de arbitragem, eles assumiram que erraram, mas sem a intenção de beneficiar ou prejudicar qualquer uma das agremiações em questão. (De Xinguara - Edmar Brito)