INFORMAÇÕES

Envie informações para o blog. WhatsApp 99193 6270 ou e-mail: otavioaraujo19@hotmail.com. Otávio Araújo é correspondente da Rádio Clube do Pará para o sul do Pará.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Adriana é absolvida da acusação de arquitetar a morte do marido

Adriana Queiroz
Adriana Carneiro Queiroz, acusada de arquitetar a morte do próprio marido, o cabo PM, José Fernando Araújo Queiroz, foi absolvida em júri popular realizado no Fórum de Justiça de Redenção.
Cabo Queiroz, de 50 anos na época do crime, lotado no Batalhão da PM de Redenção foi assassinado com um tiro no rosto, numa quinta-feira, 17 de julho de 2014, por volta das 19 horas, em frente à sua casa, no bairro Alto Paraná, em Redenção.
Cabo Queiroz

Na época, a principal suspeita de ser a mandante do crime foi sua esposa, Adriana Carneiro Queiroz, de 38 anos, na época do crime. Ela foi presa, pois no celular dela aprendido na época pela policia, havia mensagens onde ela estaria conversando com o assassino, que segundo a polícia seria amante dela. As mensagens diziam: "vou sair de casa e você entra e mata ele".

No julgamento, os advogados de Adriana conseguiram convencer os jurados da sua inocência, ou seja, as provas não foram suficientes para acusá-la como mandante do crime.