INFORMAÇÕES

Envie informações para o blog. WhatsApp 99193 6270 ou e-mail: otavioaraujo19@hotmail.com. Otávio Araújo é correspondente da Rádio Clube do Pará para o sul do Pará.

domingo, 15 de maio de 2016

Floresta: Homem é assassinado a tiros

Dois homens, utilizando um carro Gol, participaram de um assassinato, na sexta-feira (13), na Rua 7 de Setembro, no centro de Floresta do Araguaia. As informações foram narradas pelo cabo Manuel Matos, do destacamento de Floresta do Araguaia, ao delegado Rodrigo Mota. Ele disse que estava em uma ronda de rotina pela Rua 7 de Setembro, quando ouviu disparos de arma de fogo, bem próximo.

“Percebi um homem entrando em um veículo Gol e empreendendo fuga, em alta velocidade, em direção ao setor Bananal. Eu e o soldado Saymon saímos em perseguição, por vários quilômetros, sendo necessário dar um tiro de advertência, que não foi atendido pelos ocupantes”, disse o cabo Manuel Matos.

O veículo tomou a direção da Vila Juassuna, em uma estrada de poeira e acidentada. Depois de alguns minutos de busca, os policiais encontraram o carro abandonado, após ter colidido com uma árvore em uma curva na entrada da Vila São Pedro.

No veículo abandonado pelos pistoleiros, os policiais recolheram vários papéis de contas de energia elétrica, extratos bancários e documentação do veículo, que foi rebocado para a Delegacia de Floresta do Araguaia, para fazer parte do inquérito policial.

Na volta, os policiais foram até o local dos tiros, para se certificar de que o atirador que foi visto entrando no carro foi o autor de 3 tiros que ceifaram a vida de Antônio Sales Marques do Nascimento, de 30 anos, fato ocorrido quando a vítima estava em frente a um supermercado.

Os policiais, em contato com testemunhas e familiares, tiveram a informação de que Antonio tinha uma inimizade com um homem conhecido apenas por “Ricardinho”. “A vítima, há 3 anos teria atentado contra a vida do Ricardinho, que jurou vingança”, informou o cabo Manuel Matos.

O delegado Rodrigo da Mota, de Floresta do Araguaia, de posse da documentação do carro abandonado após a perseguição policial, deve identificar o proprietário e assim definir a linha de investigação que leve à prisão dos 2 homens que estavam no veículo. (Diário do Pará)