INFORMAÇÕES

Envie informações para o blog. WhatsApp 99193 6270 ou e-mail: otavioaraujo19@hotmail.com. Otávio Araújo é correspondente da Rádio Clube do Pará para o sul do Pará.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Jobson deixa presídio e irá responder processo em liberdade.

Juiz do Tocantins alega que liberdade não afronta a ordem pública. Jobson pagará fiança de R$ 22 mil e não poderá ter contato com vítimas.

O ex-jogador do Botafogo Jobson Leandro Pereira de Oliveira deixou a cadeia em Marabá após 69 dias preso por suspeita de estupro de vulnerável. A liberdade provisória foi concedida pelo juiz Ricardo Gagliari, da Comarca de Colmeia (TO). Ele estabeleceu condições para a soltura, como o pagamento de uma fiança no valor de R$ 22 mil e o cumprimento de algumas medidas, como não manter contato com as vítimas e não frequentar bares e boates.

Jobson foi preso no dia 23 de junho em Marabá suspeito de estuprar quatro adolescentes. O processo foi instaurado no Pará, mas enviado para o Tocantins. A Justiça paraense alegou que não poderia julgar o caso já que a chácara onde ocorreram os crimes mais graves (estupro de vulnerável) está localizada em Couto de Magalhães, município tocantinense.

Jobson foi suspenso pelo uso de doping quando atuava na Arábia Saudita. Na ocasião, recebeu a punição de só poder voltar a partir de março de 2018. (G1/TO)