INFORMAÇÕES

Envie informações para o blog. WhatsApp 99193 6270 ou e-mail: otavioaraujo19@hotmail.com. Otávio Araújo é correspondente da Rádio Clube do Pará para o sul do Pará.

domingo, 18 de setembro de 2016

Palmas (TO): Cerca de 300 pacientes com câncer têm tratamento interrompido

Falta de medicamentos também prejudicam sessões de quimioterapias. Órgãos entraram na Justiça para obrigar Estado a normalizar atendimento.

Cerca de 300 pacientes do Hospital Geral de Palmas e do Hospital Regional de Araguaína tiveram o tratamento contra o câncer interrompido por falta de medicamentos. Por causa disso, sessões de quimioterapias deixaram de ser feitas. Num trabalho conjunto, o Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública apuraram que 21 remédios costumam faltar com frequência. Os órgãos protocolaram uma ação na Justiça para obrigar o governo a normalizar o atendimento.

"Nós queremos que o Estado dê uma resposta num período curto de tempo, até porque essa situação se arrasta ao longo de muitos meses e tentamos administrativamente dar solução, em diálogo com o Estado, e lamentavelmente não foi avançado", afirmou a promotora de Justiça Maria Roseli. (G1/TO)