INFORMAÇÕES

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Paraíso (TO): Família inteira é assassinada e queimada

Um botijão de gás pode ter sido usado para queimar os corpos de Acácio Gonçalves de Souza, de 70 anos, e do filho Márcio Gonçalves de Souza, de 36, numa propriedade rural, a 8 km de Paraíso do Tocantins. O botijão foi encontrado no quarto onde as vítimas foram carbonizadas. A mulher de Acácio, Ivani Ribeiro dos Santos, de 61, foi encontrada morta no quintal da casa, com um corte na garganta.

O calor das chamas chegou a rachar uma das paredes da casa. O outro quarto, que não foi atingido pelo fogo, estava revirado.

A Polícia Civil trabalha com duas linhas de investigação latrocínio e homicídio. A suspeita é que as três pessoas da mesma família tenham sido mortas na madrugada do último sábado (22). Vizinhos disseram que viram fumaça saindo da chácara entre 4 e 5h da madrugada.

Mas, os corpos da família só foram encontrados horas depois, quando parentes localizaram o carro das vítimas queimado às margens da TO-447, na estrada que liga Paraíso do Tocantins e Chapada de Areia. (G1/TO)