INFORMAÇÕES

sexta-feira, 22 de março de 2019

TO: Chefe do Naturatins é suspeita de liderar esquema para retirar multas e emitir licenças ambientais

Luciana e o marido Euerçu são investigados pela polícia 
A chefe do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) em Araguatins, Luciana Geremias de Sousa, seria a líder de um suposto esquema criminoso que agia dentro órgão. O grupo seria responsável por cobrar propina de fazendeiros e até de prefeituras para retirar multas e liberar licenças ambientais.

Na manhã desta sexta-feira (22), oito pessoas foram presas e 15 mandados de intimação, busca e apreensão estão sendo cumpridos pela Polícia Civil durante a operação Isis.

Luciana Geremias é servidora concursada desde 2005 e, conforme a investigação, ostenta um patrimônio "absolutamente incompatível com seus ganhos". A polícia apurou que a mulher tem seis imóveis e um deles está avaliado em R$ 1,8 milhão. O portal da transparência mostra que a mulher ganha pouco mais de R$ 8 mil por mês.

Os outros servidores públicos investigados são: Orleans Silva Oliveira e Nadson Nammir Borges de Oliveira. (G1/TO)